Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tecnologias na educação’

Hoje, ao chegarem as estatísticas deste blog oferecidas pelos duendes do WordPress, me dei conta de que postei muito pouco por aqui em 2012. No entanto, tendo apenas 4 postagens durante o ano fui visitado cerca de 11mil vezes… mas não me iludo, obviamente mais da metade disso devem ser originárias de robôs de busca e tentativa de spam…

Mas senti isso como um alerta, tenho usado demais o Facebook e postado muito mais por lá do que por aqui.

A minha atitude com meus blogs talvez demonstrem alguma coisa importante…

Um blogueiro não tem satisfação em apenas publicar, ele precisa do comentário, da crítica e do debate. Bom… pelo que tenho visto, da crítica não, e o debate também só serve se o blogueiro for elogiadíssimo e for um debate de quem acha mais coisas geniais na escrita do blogueiro… mas posso estar enganado.

Eu não sou assim… preciso do comentário, da crítica e do debate. Eu provoco… eu gosto de receber retorno nas minhas provocações.

O que eu percebi neste último período é que o Facebook me dá resposta mais imediata, e lá eu posso caçar outros para perturbar e gerar discussões acaloradas.

Nos últimos 8 anos que tenho blogado e postado na rede, passei por diversos serviços de blog e por redes diferentes, participo de vários grupos de discussão, listas de e-mail e redes pessoais. Criei muitas redes de aprendizagem com meus alunos em muitos serviços que me deixaram na mão com o tempo. Serviços ótimos que foram descontinuados e me fizeram perder histórico de portifólio e discussões interessantíssimas (pelo menos para mim…).

Minha primeira perda significativa, e decepção, foi com o Ning, que deixou de ser gratuito e me obrigou a fechar 3 comunidades que eu tinha lá, a mais usada com meus alunos era a  “Cibercultura, Midias Locais e Mídias Globais” que eu usei no curso de comunicação para lecionar duas disciplinas que exigiam prática e contato com a rede e com as suas possibilidades para a comunicação, publicidade e propaganda. Outra comunidade que perdi foi a que criei com a dona da Escola Doce Infância, onde minhas crianças estudavam, essa comunidade Ning mantinha um registro de produção das crianças em sua aprendizagem e ao deixar de ser gratuita, perdeu muitos recursos que para serem adicionados à rede tiveram custos proibitivos e finalmente a terceira perda, se não a maior, foi a comunidade Ning que criei para a minha pesquisa de mestrado, foi uma comunidade intitulada Radio Jovempam – da Escola Municipal Professor Amilcar Martins (EMPAM – BH) era uma comunidade que serviu para armazenar os podcasts dos jovens que participaram comigo da pesquisa. Com a mudança de política do NING eu ainda paguei o primeiro ano mas eles foram restringindo o espaço e retiraram as features de vídeo e audio que eram as únicas que me interessavam na rede.

Assim, perdi 5 anos de trabalho na rede e de um portifólio rico e diversificado de trabalho educacional na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e no Ensino Superior.

Depois, este ano, fechou o Multiply, este era meu blog mais antigo que tive que migrar para o blogspot, mas perdi a rede de amigos que frequentavam e me davam audiência e assunto para discussão. Os dados foram preservados mas as relações se perderam, o que perdi em todas elas foi principalmente minhas conexões ligadas por algum interesse comum.

Hoje o Facebook está na moda, tenho postado muito por lá, mas não sei até quando o serviço existirá, nem se o histórico da minha timeline será preservado…Penso que em comparação com os serviços originais e gratuitos do Ning o Facebook não chega aos pés, e com o formato de interação do Multiply tb deixa muito a desejar. O facebook é fastfood… postagens curtas, discussões efêmeras, temporárias. Assim também são as relações no FB.

Bloqueia-se, limita-se e perdem-se contatos por meras e frívolas discordâncias.

Mas no dia que outro serviço tomar o lugar do FB, tudo estará perdido novamente… outro fim de mundo.

A rede tem que mudar, os serviços não podem depender de uma empresa ou de uma determinada pessoa.  Os espaços individuais precisam se tornar serviços e as redes precisam ser pessoais, não mais um espaço de uma empresa que ganha com a nossa presença, com custos e necessidades de ganhos de capital.

Redes de Colaboração P2P

Redes P2P

Como antigamente, que as redes eram feitas e registradas por cartas, que eram guardadas por pessoas em suas casas, a nova rede eletrônica deverá ser seus custos shareados por governos e pessoas que guardarão seus próprios dados e os divulgarão e debaterão com quem acharem que forme a sua rede. Sem centralizações ou controle. Controle individual e trabalho de wiki, custos divididos e ganhos divididos. Tudo isso em uma rede P2P onde controle será seu e não dos outros…

Hora também de começar a pensar na remuneração da colaboração de todos e não apenas centralizar e lucrar com a participação de pessoas em seus espaços que serão fechados por falta de uso ou por falta de ganhos financeiros. Penso que o tempo da audiência acabou, agora é o tempo da participação no todo, no bolo… todos contribuem e todos ganham e ninguém mais ficará assistindo.

Sempre foi e sempre será uma coisa pessoal, é você quem é o maior interessado no que diz e é você quem tem que cuidar do que publica e receber por isso.

Abraços e feliz mundo novo!

Rodrigo

 

Anúncios

Read Full Post »

5 Dicas para manter-se autêntico e transparente no Twitter

 Postada por Michelle Bowles on Sep 28th, 2009 in Microblogging, Online Marketing, Social Media, Social Media Smarts, Social Networking traduzido por Rodrigo Vieira Ribeiro, sem autorização da autora, mas citada a fonte devidamente.

Como uma gota pura e transparente como devemos nos portar nas redes sociais

Como uma gota pura e transparente como devemos nos portar nas redes sociais

Prosseguindo com a minha preocupação pessoal em falar e entender sobre o twitter, hoje eu encontrei e produzi esta versão em português de dicas para marcas e empresas no twitter… considerando que marketing normalmente serve tb para as questões pessoais também, acredito que o que está colocado aqui serve para os usuários comuns e para professores que desejam usar o twitter como forma de aproximação de seus alunos ou até mesmo para os alunos que desejam se aproximar das disciplinas que seus professores usam o twitter.

Para os meus alunos de Publicidade e Propaganda e para os meus alunos de Jornalismo eu vejo essas dicas como fundamentais, não apenas para usar no twitter e sim para levar para a vida profissional como um todo.

Vamos às dicas:

****************************************************

Todo marqueteiro de sucesso, que fez sua mudança para as mídias sociais, irá relatar que as regras tradicionais do marketing precisam ser reexaminadas. Isto é particularmente verdade no Twitter, onde as marcas dispõe de apenas 140 caracteres para informar, invocar uma emoção e inspirar uma ação.

Quer a regra mais básica e crítica para as Marcas no Twitter? Seja autêntico e transparente em TUDO o que você fizer.

(nota do blogueiro de plantão: isso serve para tudo né?)

Veja estas 5 dicas para manter-se autêntico e transparente no Twitter:

1- Revele quem está por trás das mensagens. Isso não significa necessariamente dizer quem é o CEO (CEO – Chief Executive Officer  ou executivo-chefe de operações nas empresas Norte Americanas), o gerente para as mídias sociais ou um profissional de marketing interno. Isto significa dizer apenas que uma pessoa de fato é uma pessoa. Colocar um nome e um rosto por trás das suas mensagens no twitter por meio de uma foto ou de uma bio curta pode ajudar os seus seguidores a relatar e a conectar com sua marca.

A Kodak é um exemplo excelente de uma empresa que coloca a cara em sua marca no Twitter. A twiteira (adoro esses neologismos) oficial da companhia, blogueira chefe e gerente das mídias sociais Jennifer Cisney (@kodakcb), não deixa dúvidas sobre quem ela é e o que ela faz. Suas twitadas (mais um neologismo maravilhoso) possuem um saudável balanço entre sua personalidade brilhante e um tanto de informação irrelevante (por exemplo: “Sentada em meu sofá assistindo Desperate Housewives e comendo pipoca.)

2. Mostre alguma personalidade. Você não tem que ser sempre Negócios em Empreendimentos o tempo inteiro. Tenha alguma diversão com suas titadas contando histórias bem humoradas ou colocando um pouco de diversão pessoal agora e sempre.

Parte do que faz o “cabeça” das mídias sociais e e Twiterati (heheeh amo esse modo de inventar palavras e termos dos estadunidenses) Scott Monty(@scottmonty) da Ford Motor Co. muito popular e de sucesso pela sua habilidade de fazer seus seguidores se sentirem como um velho amigo da faculdade ou amigo da família. Sua bio conta aos seus seguidores que ele é “em geral, um cara legal”. Mas o que há de original em suas mensagens é uma combinação entre seu conhecimento de marketing, as novidades sobre automóveis e sobre a Ford e suas anedotas pessoais – vamos vê-lo em ação através deste vídeo(lamentavelmente em inglês sem legendas, mas se puder veja…): (Scott Monty video interview here)

3 Assuma quando você estiver errado. Com a explosão das redes sociais nestes poucos anos, as más decisões e o caos desafortunado são expostos muito mais rapidamente. Então, é importante para as marcas serem rápidas e mostrarem suas fraquezas para consertar a situação o mais breve possível. Uma vez dito, por que não transformar uma situação negativa em uma positiva?

Após você admitir um erro você também pode começar uma competição amigável entre seus seguidores sugerindo a eles que exponham seus “maiores momentos do -ih fiz merda”. Escolha, ou melhor, permita que seus seguidores votem, na melhor história. Ofereça algum tipo de incentivo ao vencedor, que pode ser um cupom de desconto, um produto grátis ou um certificado de presente.

4. Conheça seus seguidores. Deixe-se mostrar e deixe-os se apresentar: Seus seguidores— e clientes potenciais — possuem muito mais em suas mentes que apenas a sua marca. Pergunte aos seus seguidores sobre eles mesmos, adquira o senso de saber quem eles são e personalize suas respostas baseado nos detalhes pessoais de seus seguidores

No final, você não apenas será visto como uma marca autêntica e confiável no Twitter, você também terá obtido informações demográficas valiosas sobre seus clientes.

5. Não se deixe lever pelas suas conquistas. Através da tentativa e erro, experiência e um pouco de sorte, você, felizmente, irá encontrar muito sucesso em suas mídias sociais e seus esforços no Twitter. Mas não deixe isso lhe subir à cabeça. Tenha em mente que foram seus seguidores que lhe deram esse sucesso. Foi uma questão de relação, de duas vias e não apenas seu esforço pessoal.

Veja a entrevista do twiterati que foi considerado o que obteve mais sucesso usando o twitter como serviço de atendimento aos clientes: Frank Eliason (@comcastcares) do Comcast. Mas o que ele fez de relevante e útil para seus seguidores foi sua habilidade de se manter genuíno e modesto em meio à tanta popularidade.(Frank Eliason interview here)

Existe um sem número de modos de falhar enquanto tentamos efetivamente fazer marketing no Twitter, (aqui um link em inglês sobre dicas de como fazer mkt através do twitter) o uso das mídias sociais pelas empresas tem amadurecido para que um bom número de exemplos bem sucedidos já tenha emergido. Tome cuidado com o que funciona para os outros, são informações preciosas para ajudá-lo a desenvolver suas próprias e genuínas comunicações e experiência de marca com seus clientes nas redes sociais.

Agora eu pergunto a você: O que você tem feito para se manter autêntico e transparente no Twitter? Que experiências de sucesso você conhece nas mídias sociais que você pode compartilhar conosco aqui na A coisa é pessoal?

Read Full Post »

Uma coisa que eu tenho e ainda não sei usar direito

Uma coisa que eu tenho e ainda não sei usar direito

Desde que minha filha número 2 adoeceu em novembro e ficou boa  (graças a Deus!), e desde que eu entrei em parafuso final para a defesa da minha dissertação de mestrado, eu não postei mais por aqui. No entanto, uma coisa muito pessoal aconteceu esta semana que me levou a postar

Na semana passada eu recebi um e-mail de uma amiga que pedia informações sobre os usos do Twitter que ela ia dar uma aula sobre o assunto no curso de jornalismo onde ela leciona.

Eu pensei… tenho conta na ferramenta e meu uso é limitadíssimo… nem tenho idéia de como preparar uma aula para explicar como usar o tal do Twitter… praticamente nem sei usar o Twitter.

Repondi a tal amiga que eu não tinha como ajudar, mas que se eu soubesse de alguma coisa eu enviaria para ela

Dois dias depois eu recebi uma msg do Steve Hargadon da comunidade classroom 2.0 dizendo que seria disponibilizado na comunidade um webnário sobre o assuntoEu enviei o link do webnário para a amiga e não fui assistir pois estava comprometido com meu orientador de entregar uma parte substancial da minha dissertação pronta naquele dia.

Como tudo que é pessoal de verdade nos persegue, anteontem eu recebo um link de um grupo sobre tecnologias educacionais CR2.0-DigiSkills  que participo no Diigo.com  com o seguinte link http://onceateacher.wordpress.com/2009/02/18/a-teachers-guide-to-twitternão resisti e fui lerquando acabei eu estava completamente mudado!

Havia solução!

O twitter podia ser infinitamente mais útil que eu pensava…

Resultado… pedi para a dona do texto, Kate Klingensmith autorização para traduzir para o português e ela prontamente me respondeu autorizando.

Obviamente os links que ela colocou também são em inglês, mas é um começo… aos poucos vou traduzindo os outros também e vou colocando aquimas não é um bicho de sete cabeças

A versão que produzi está a seguir:

 

Um Guia para professores usarem o Twitter

Autora: Kate Klingensmith

Versão em português de RodrigoVieira Ribeiro

 

Twitter faz parte da minha vida por quase todos os dias por que:

 –   É uma grande fonte de notícias.

 –    encontramos conversações ricas entre educadores e pessoas da tecnologia na educação.

–    As pessoas postam entretenimento, coisas de interesse e links muito úteis.

–    Eu me divirto com a interação fácil que tenho com outras pessoas à volta do mundo.

Muitas pessoas começam a usar o Twitter e desenvolvem uma relação difícil com a ferramentaE ferramenta não é percebida como fácil ou de grande utilidade como todos dizem. Leva algum tempo até que você encontre seu nicho, e até isso acontecer você fica sobrecarregado de informação e com a dificuldade de lidar com isso. Mas, basta segurar a ondapassará a valer a pena!!!

Este é um guia para ajudar professores, ou qualquer um que, de qualquer maneira, deseje uma experiência suave e mais divertida com esta ferramenta. Isto é, não quero dizer que será a mais compreensível lista de dicas, mas tenho esperança de que ela será útil para você.

Se você precisa ser convencido de que o Twitter é uma ferramenta maravilhosa e surpreendente, veja o post de Mark Marshall entitulado “Twitter – What is it and Why Would I Use it?” (ou Twitter – O que é isso e por que eu irei usá-lo? – que traduzirei na próxima semana pois ele já me autorizou…). Christine Morris também colocou o Twitter em uso em sua sala de aula para alguma pesquisa em tempo real e compartilhou sua experiência e postou muitas dicas aqui.

Para Começar

  • Sua foto: certamente você possui uma grande quantidade de tipos de imagens – as pessoas tendem a responder melhor para suas fotos mais recentes, mas avatars, cartoons, ou logos caem bem também.
  • Seu perfil: é muito útil incluir palavras-chave aqui por que muitas vezes as pessoas decidem seguir suas mensagens ou não através das “primeiras impressões que eles tem de você. Além do mais, o Twitter Grader e busca por palavras-chave para sua ferramenta de busca.
  • Sua URL: isto é IMPORTANTE! As pessoas irão querer saber mais sobre você do que eles encontraram em seu perfil e sobre o que você “Tweeta” (eitcha neologismo doentio…:-) )  Se você não possui um blog ou website, você pode postar um link para o site da sua escola ou outra conta que você tenha como no LinkedIn, Facebook, ou no Classroom2.0.

Gerenciando sua Vida no Twitter

Encontrando pessoas para seguir (Follow)

Este poderia ser seu maior desafio no inicio. Mas não é mais! Aqui estão algumas ótimas formas de fazer isso:

 

Não fique sobrecarregado

Você ouvirá pessoas falando sobre o Twitter “stream” oufluxo” de Twitter.  Isto é derivado de uma bela metáfora sobre as pessoas que “Cantam” enviando para todos os que o seguem suasgotas” de informação, como gotas de água que entram e engrossam um rio.

(uma breve explicação: tweets é o que faz o passarinho, canta… twitter é aquele que canta, como se diz no Brasil – Galinha que canta é a que põe o ovo, deste modo entendo o Twitter como sendo uma ferramenta paracantarou contar sobre o que estamos fazendo ou em que estamos trabalhando).

Quando você está sentado em um banco em uma praça você se diverte observando o fluxo dos que passam, mas você não pode se preocupar em se divertir em TUDO o que passa, isso seria demais…  Não se preocupe com as mensagens que você perderEu prometo que haverá sempre alguma coisa muito interessante para ler aparecendo por .  No entanto é bom ir procurar as vezes algumas mensagens antigas nas páginas pessoais das pessoas que você segue.

Tweeting ou Twitando (mais um neologismo enlouquecedor)

Você é limitado a 140 caracteres, isso parece uma armadilhaAqui você encontra uns links que podem ajudar você em seus tweets (cantos, seria uma ótima tradução para o termo evitando os neologismos absurdos):

  • TinyURL – neste link existe uma ferramenta na qual você pode encurtar para 25 caracteres um link muito longo que você deseja colocar no twitter e pode não caber na msg.
  • Bit.ly – Este também incurta o tamanho do link com a vantagem de que você pode especificar parte da URL nova. Se você criar uma conta nesta ferramenta você poderá acompanhar o número de cliques que a sua nova URL recebeu.
  • TwitterSymbolsSímbolos divertidos para inserir em suas mensagens.

Outras Entradas e Saídas

@replies ou respostas

Se você começar sua mensagem no twetter com @(nome de usuário ou username), isso fará com que a mensagem vá automaticamente para o folder “@replies” da pessoaVocê irá desta forma noticiar que você está respondendo algo que alguém disse levando as pessoas que acompanham suas mensagens diretamente para tal endereçoEste tipo de mensagem irá mostrar para seus amigos o fluxo de cada conversa se eles optarem por ver os @replies – Você pode alterar a configuração para fazer isso.

DM

Isto significa Direct Messages, ou mensagens diretas.  Estas são mensagens privadas que muitas pessoas escolhem usar para se apresentarem ou para trazer alguém para uma conversação mais longaVocê pode enviar uma DM para alguém direto de sua pasta DM ou da barra lateral da  página de perfil desta pessoa , mas apenas se esta pessoa estiver seguindo suas mensagens.

RT

Isto significa ReTweet, ou seja, o equivalente a repassar uma mensagem de outro para seus contatos. Se você quiser compartilhar com alguém o que outra pessoa disse, esta é uma forma educada de dar crédito ao autor original incluindo “RT @(username)” em algum lugar na sua mensagem.

“Seguindo – Following” Etiquetas [mais sobre isso nos comments do post original!]

Muitas pessoas dizem que é educado seguir todos que o seguem. Eu tento seguir o máximo de pessoas em retribuição, evito uns poucos tipos de usuários:

•   Aqueles que apenas escrevem mensagens banais comoEste café é bomque não dão abertura para o diálogo. Eu desejo estar apta a ter diálogo com as pessoas


•    Marketeiros – Existe uma
tonelada de marqueteiros no Twitter. Podem variar entre aqueles que tem de 18 a 5000 seguidores. As vezes eles o seguem por algum interesse real, mas não se sinta na obrigação de seguí-los se não for seu interesse real. Eu acho melhor não encher meu fluxo de mensagens do twitter  com propaganda.

Minhas ferramentas favoritas – relacionadas ao Twitter

*nota: algumas destas ferramentas exigem que você entre com seu nome de usuário e senha do Twitter – Eu não garanto sua segurança, mas posso dizer que eu usei muito destas ferramentas e não tive qualquer problema (ainda…)

  • Buscando no Twitter: Tweetscan – & Twitter Search
  • O que há de bombante no Twitter: Twitscoop
  • Quem está bombando no Twitter:  Retweetist
  • Estatísticas da sua conta, o quanto você está sendo visitado: TweetStats & Twitter Counter
  • Examinando sua comunidade: Twitter Karma & Friend or Follow
  • Fazendo enquetes para enviar: TwtPoll
  • Tweetdeck –  Esta é uma ferramenta gratuita para download que oferece a você uma janela separada para seu twitter (sua Tweetdeck, ou sua mesa para usar o Twitter). você encontra múltiplas colunas que apresentam as mensagens correntes que vc recebe, o que há de melhor é que também provê um “feed” ao vivo! Você pode escolher seu conteúdopersonalizar grupos, destinar uma coluna para fazer apenas seus DM’s or @replies.  Eu gosto de manter aberto no background do meu computador de trabalho o dia inteiro.
  • Twistori – live-feed para mensagens que incluam “love”, “hate”, “think”, “feel”, “believe”, or “wish” – o resultado pode ser chamado de arte (não compreendi muito bem isso… se alguém entender me explique por favornota do Rodrigo)
  • TwitterMosaic – Crie um mosaico com todas as imagens dos seus amigos de Twitter – coloque-o em seu blog ou em uma caneca de café ou em uma camiseta.

Links úteis relacionados ao Twitter

Twitdom –  uma aplicação de banco de dados para o Twitter com mais de 300 ferramenas para usar com ele!
TwitTip –  um blog lotado com dicas de uso para
o Twitter
Twitter’s Blog – desnecessário explicar

**19 (and counting) Interesting Ways to use Twitter in the Classroom** – 19 ( e contando ) modos interessantes de usar o Twitter em sala de aula)

@butwait possui um ‘Twitter for Newbies’ page here, com toneladas de fontes e usos.

E, se você desejar me seguir clique aqui (twitter da Kate).

Feliz Tweeting!

Bem, pessoaleu fiz a versão deste texto e estou visitando os links… a medida que eu for sabendo mais sobre o twitter eu vou repassando para vocês aqui… se alguém quiser me seguir no twitter meu endereço é este. Mas eu ainda não estou muito seguro sobre como usar o troço de modo interessante e divertido

 

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: