Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Site da Bienal’

Novos ventos, novos rumos na 29ª Bienal de Arte de São Paulo – 2010

Eis que depois da traumática experiência de ter ido à 28ª Bienal, aquela que considerei “do lixo” e que minha filha vomitou todo seu nojo pela exposição, começo a ler sobre e a ver matérias da exposição deste ano.

Como moro muito longe do “Jardim do Édem” econômico brasileiro não posso simplesmente pegar o carro e ir lá conferir. Tenho que pesquisar muito antes e obter informações que me convençam de que não verei outro lixo como no ano anterior.

Além do mais pretendo levar minha família para ver e não quero que minha filha mais velha vomite outra vez, nem que a minha segunda menina volte com pneumonia, que foi o resultado daquele ano…

Assim, comprei a revista Bravo, acessei o site da Bienal , vi as reportagens dobre a polêmica do artista plástico, Gil Vicente, que se retratou matando políticos nacionais e internacionais, e li sobre a frívola discussão da legalidade ou censura de tais obras.

Autorretrato III – matando Elizabeth II

Autorretrato III – matando Elizabeth II

Destaco também a questão ambientalista pobre sobre levantada contra os urubus engaiolados de Nuno Ramos. Que estão lá para voar ou manter-se parados em postes negros ao som de músicas como Bandeira Branca, Boi da Cara Preta e Carcará uma obra instigante, ousada e literalmente viva cercada por uma polêmica inútil de ambientalistas ridículos que não fazem idéia do que a obra retrata.

Bandeira branca

Bandeira branca

Entrei no site da Bienal que está muito completo com material bem escrito e bem posicionado, todo correto em termos tradicionais. O que considero um avanço ligado a um retrocesso…

Explico:

Avanço… Usar a internet, para apresentar ao mundo a exposição,

aplausos…

Mas retrocesso… Cadê a interação com o público? Por que um lugar, dito de vanguarda da arte possui um espaço de internet que é igual aos impressos que empobrecem a comunicação?

Onde estão os artistas digitais para participar de uma Bienal Digital?

O Site da Bienal deveria ser uma extensão contínua do espaço de questionamento e aprendizagem de arte. Deveria ser um espaço extremamente interativo e “Oiticiquiano” lotado de “Parangolés” para o visitante, mas chegamos no site e encontramos….

um site…

Um tradicional e ultrapassado site, não condizente com a proposta revolucionária da arte contemporânea. (nem condizente com a proposta de interação nascida na internet)

Deveria ser um portal para uma nova dimensão, que espantasse (não assustasse) e surpreendesse positivamente o visitante ensinando-o a conviver com a arte de nosso tempo sem perder visão ou contexto na arte histórica. Aproximando mais o público e dando mais acesso a todos à participação da expressão artística global.

Ninguém fala em arte colaborativa? Arte é só do artista de galeria? Sei que não… mas os que ainda tentam manter o mercado a arte como sendo inacessível e para poucos não perceberam que, na emergente Era da Informação, a arte terá papel importante na economia mundial.

Assim enxerguei que há um novo rumo na Bienal de SP, há uma nova direção, um novo capitão para conduzir o navio… e novos pilotos no leme, o que considero positivo e louvável.

Mas ainda não me convenci a pegar um avião daqui do interiô de MG com a minha mulher e minhas crianças para ir lá conferir. O site da Bienal me informa, por análise do discurso, que ainda não foi superada a forma “velha” de fazer exposições.

Convençam-me, por favor!

Anúncios

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: