Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Publicidade e Propaganda’

Vou dar meu depoimento pessoal sobre o que vivi nesses dois governos e o que vi muitas vezes parece que só eu vi ou vivi… e quem está por aí parece viver em uma redoma de vidro com lentes distorcidas… mas posso ser eu a pessoa com as lentes distorcidas…

Desde 1991 eu tenho agência de propaganda, tenho não… tive… sempre foi uma agência pequena, para pequenas e médias empresas que trabalhava com um mercado emergente que não tinha verba para propaganda broadcast e precisava lançar mão de campanhas alternativas.

 

 

Guardada por razões histórico-sentimentais... mas fechada desde 2001

 

Quando comecei vivíamos a confusão da inflação sem medidas e os preços de serviços eram cotados em dólar.

Naquela época eu ganhava dinheiro, muito dinheiro, pois os valores eram segurados pela moeda estrangeira e os empresários pequenos e médios tinham, apesar da inflação, ganhos substanciais com o atraso de pagamentos e o investimento no que se chamava “overnight” imagino que isso dava a sobra que eles precisavam para investir em propaganda com alguma tranqüilidade.

Com o advento do plano real, eu festejei a estabilização da economia e quebrei, pois o pequeno e médio empresário não tinha mais verba para investir em propaganda, fiquei 1 ano e meio consumindo minhas reservas na esperança de um reaquecimento da economia que nunca ocorreu…

Em 1997 eu, quebrado, reinventei meus serviços baixando custos e preços, já que meus custos continuavam em dólar e eu recebia em real eu procurei eliminar meus custos para poder ter um preço novamente acessível… desta forma passei a trabalhar por 1/4 do preço original… o que era péssimo, pois eu e meu sócio trabalhávamos 24h por dia de segunda a segunda para poder, minimamente, pagar as contas…

No final do governo FHC o dólar chegou à 3 reais… e ninguém fala nisso… e os impostos continuavam altíssimos, as multas por atraso de impostos tb eram avassaladoras e em 2001 eu fechei as portas da minha agência definitivamente.

Era impossível manter o trabalho e pagar as contas com a economia do jeito que estava, nenhum pequeno ou médio empresário se arriscava a fazer contratos de médio ou longo termo por não saber como seria o futuro…

Resultado, quebrei 2 vezes com o FHC/PSDB. E meus antigos clientes ficaram sofrendo duras penas sem conseguir crescer no período de 1994/95 a 2002.

 

 

Compare sua vida antes e depois...

 

Depois disso no novo governo as coisas foram se acertando, surgiram empregos e os negócios se reestruturaram. Meus antigos clientes até voltaram a me procurar, mas eu não estava mais disposto a investir novamente em um negócio próprio.

Nestes últimos 8 anos o que vi foram passos de crescimento e estabilização seguros, redução do desemprego e reaquecimento da economia.

Não posso crer que em 8 anos de FHC a política da terra arrazada tenha sido a base para o crescimento no governo Lula… aliás, acredito que se o governo FHC tem algum mérito na estabilização da economia foi o de ter saído e deixado o governo Lula trabalhar…

Não sou economista, não sou político, não tenho predileção por nenhum partido, mas atualmente vejo que o Brasil está melhor e não quero que o PSDB junto com o DEM retornem.

Pode ser mero medo de perder tudo outra vez, e até bobagem minha… mas sou grato à estabilidade do governo PT/PMDB.

O que vejo é o país crescendo e o povo reduzindo seu grau de pobreza, com melhoras na Saúde e na Educação e isso não foi feito pelo PSDB.

O PT/PMDB poderia ter feito mais?

Sim, claro. Sempre se pode fazer mais.

Há roubo? Nem precisam me provar judicialmente que eu não sei, mas acredito que há… até nos países do primeiro mundo há roubo…

Mas os níveis de roubo podem ser medidos indiretamente através do nível de desemprego, da inflação, da emissão de moeda, dívida interna e dívida externa e pelo que vi… são os melhores índices que o Brasil já teve desde Pedro II.

Esses índices mostram que esses que hoje aí estão no governo não são perfeitos, mas são os mais baratos que tivemos até hoje… até arrumarem um mais barato eu não quero mudar de governo!

Abraços

Rodrigo Vieira Ribeiro

PS: Por favor… antes de comentarem que “este é o governo mais corrupto que o Brasil já teve” por favor porcurem as notícias sobre corrupção nos governos brasileiros desde o início da República para trazer o dado correto…

Adorei o nível das discussões neste post. Aprendi muito aqui e esclareci muitas idéias que já estavam na minha cabeça mas precisavam presenciar um debate como este aqui para serem consolidadas. 

Vou dar meu depoimento pessoal sobre o que vivi nesses dois governos e o que vi muitas vezes parece que só eu vi ou vivi… e quem está por aí parece viver em uma redoma de vidro com lentes distorcidas… mas posso ser eu a pessoa com as lentes distorcidas…

Desde 1991 eu tenho agência de propaganda, tenho não… tive… sempre foi uma agência pequena, para pequenos e médias empresas que trabalhava com um mercado emergente que não tinha verba para propaganda broadcast e precisava lançar mão de campanhas alternativas.

Quando comecei vivíamos a confusão da inflação sem medidas e os preços de serviços eram quotados em dólar.

Naquela época eu ganhava dinheiro, muito dinheiro, pois os valores eram segurados pela moeda estrangeira e os empresários pequenos e médios tinham, apesar da inflação, ganhos bem substanciais com o atraso de pagamentos e o investimento no que se chamava “overnight” imagino que isso dava a sobra que eles precisavam para investir em propaganda com alguma tranquilidade.

Com o advento do plano real, eu festejei a estabilização da economia e quebrei, pois o pequeno e médio empresário não tinha mais verba para investir em propaganda, fiquei 1 ano e meio consumindo minhas reservas na esperança de um reaquecimento da economia que nunca ocorreu…

Em 1997 eu, quebrado, reinventei meus serviços baixando custos e preços, já que meus custos continuavam em dólar e eu recebia em real eu procurei eliminar meus custos para poder ter um preço novamente acessível… desta forma passei a trabalhar por 1/4 do preço original… péssimo, pois eu e meu sócio trabalhávamos 24h por dia de segunda a segunda para poder pagar as contas…

No final do governo FHC o dólar chegou à 3 reais… e ninguém fala nisso… e os impostos continuavam altíssimos, as multas por atraso de impostos tb eram avassaladoras e em 2001 eu fechei as portas da minha agência definitivamente. Era impossível manter o trabalho e pagar as contas com a economia do jeito que estava, nenhum pequeno ou médio empresário se arriscava a fazer contratos de medio ou longo termo por não saber como seria o futuro…

Resultado, quebrei 2 vezes com o FHC/PSDB. E meus antigos clientes ficaram sofrendo duras penas sem conseguir crescer no período de 1994/95 a 2002.

Depois disso no novo governo as coisas foram se acertanto, surgiram empregos e os negócios se reestruturaram. Meus antigos clientes até voltaram a me procurar, mas eu não estava mais disposto a investir novamente em um negócio próprio.

Nestes últimos 8 anos o que vi foram passos de crescimento e estabilização seguros, redução do desemprego e aquecimento da economia.

Não posso crer que em 8 anos de FHC a política da terra arrazada tenha sido a base para o crescimento no governo Lula… aliás, acredito que se o governo FHC tem algum mérito na estabilização da economia foi o de ter saído e deixado o governo Lula trabalhar…

Não sou economista, não sou político, não tenho predileção por nenhum partido, mas atualmente vejo que o Brasil está melhor e não quero que o PSDB junto com o DEM retornem. Pode ser mero medo de perder tudo outra vez, e até bobagem minha… mas sou grato à estabilidade do governo PT/PMDB.

Se os dados aí em cima são certos ou não…não está na minha competência avaliar, o que vejo é o país crescendo e o povo reduzindo seu grau de pobreza, com melhoras na Saúde e na Educação e isso não foi feito pelo PSDB.

Poderia ter sido feito mais? Sim, claro. Sempre se pode fazer mais. Há roubo? Nem precisam me provar judicialmente que eu sei que há… até nos países do primeiro mundo há roubo… mas os níveis de roubo podem ser medidos através do nível de desemprego, da inflação, dívida interna e dívida externa e pelo que vejo… são os melhores índices que o Brasil já teve desde Pedro II.

Esses índices mostram que esses que hoje aí estão no governo não são perfeitos, mas são os mais baratos que tivemos até hoje… até arrumarem um mais barato eu não quero mudar de governo!

Abraços
Rodrigo Vieira Ribeiro
https://acoisaehpessoal.wordpress.com

Anúncios

Read Full Post »

Beca

Sr. Magnífico Reitor Genésio Zeferino,

Prezada Diretoria,

Queridíssimos Coordenadores,

Queridíssimo Paraninfo Dr. Professor Luiz Antônio Silva,

Srs e Sras, Alunos, Alunas, Pais, Filhos e audiência deste blog

Começo agradecendo a honra de ter sido escolhido para ser Patrono por esta turma que se forma no Curso de Publicidade e Propaganda na área de Comunicação do UNILESTEMG neste primeiro semestre de 2010.

Sou pai, tenho 4 filhos, e me orgulho deles da mesma forma que me orgulho destes que me escolheram para ser seu Padrinho de Profissão.

Padrinho é segundo pai e Pai é quem cria, quem orienta, quem inspira, quem dá a mão incondicional em todas as horas, ri junto, critica, aprende junto, chora e cresce junto com os filhos. E isso foi verdade nessa relação com esses profissionais que nascem hoje, desde o primeiro dia quando os conheci em sala de aula há quase 3 anos atrás.

Penso que ser professor é muito mais que apresentar conteúdos ou falar de questões profissionais ou institucionais. Acredito que só se consegue participar do aprendizado de alguém se houver a construção de uma “ponte segura” entre o aluno e o professor. Essa ponte deve ter duas mãos e significar a interação mútua nos moldes que define Alex Primo.

Essa ponte é a tão mal compreendida COMUNICAÇÃO em sua acepção máxima.

Nos alicerces dessa ponte estão o diálogo franco e direto, a honestidade na relação e a transparência de atitudes. Sem gritos, sem imposições, só acordos. Com esses filhos que me escolheram sempre houve o acordo e o consenso.

Considero que estou formando hoje (29/08/2010 – domingo) gente que, tenho completa certeza, serão os notáveis da comunicação muito em breve. Jornalistas e Publicitários que entenderam que a formação é mais importante que o talento inato, que não precisam do Diploma para trabalhar mas compreendem a necessidade dele e o que um Diploma significa.

São Profissionais que sabem sobre a teoria no nível de profundidade que os difere dos demais. Que sabem o quanto é importante inovar sem deixar de serem éticos ou honestos em suas atividades. Que pensam e sabem pensar a comunicação que produzem.

Que sabem levantar a voz contra as injustiças e ingerências e entenderam que Jornalismo e Publicidade são áreas que servem ao Bem. Que podem mudar o mundo através da comunicação e que a mudança começa dentro deles mesmos. Gente que sabe o valor das pessoas e não as usa como escada nem as descarta no primeiro momento de contrariedade.

Gente que aprendeu a ouvir críticas, pois fui um crítico severo sempre, e gente que aprendeu a criticar de forma correta, que entendeu que a crítica os tornou mais fortes e melhores.

Gente necessária à essa Sociedade da Informação.

Sociedade que dependerá exclusivamente da capacidade e do talento desses jovens de ter voz ativa e de fazer valer a democracia e a liberdade de expressão em todos os níveis, do emprego às relações familiares, da vida pública à vida privada.

Emocionado estou, no lugar de Pai, ao vê-los se tornar Jornalistas e Publicitários e saber, esperançoso, que vocês transformarão o mundo em algo melhor. Lembrem-se sempre deste Pai escolhido por vocês, eu sempre estarei disponível para ajudá-los no que for possível!

Convido a todos a orar pela estrutura administrativa e educacional do Unileste-MG, que vocês estão deixando, e a rogar à Deus que a livre dos maus profissionais que visam apenas os ganhos imediatos e pessoais. Que Ele livre a Instituição daqueles que não dão a devida atenção às responsabilidades sociais inerentes à uma estrutura educacional que é tida como a da maior e melhor Instituição de Ensino Superior Privado do Leste de Minas Gerais e que merece todas as bênçãos possíveis e imagináveis.

Que Deus abençoe a todos vocês e os coloquem em rota de colisão com o sucesso profissional que vocês todos merecem.

Obrigado a todos e os convido a mudar o mundo tendo como inspiração seus sonhos e ideais.

Abraços e Boa Sorte, vocês merecem!

Rodrigo Vieira Ribeiro – Patrono

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: