Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘maçãs’

Já pensou se ainda ganhássemos maçãs?

quer uma maçã?

Não sou economista, mas penso muito sobre o assunto..e isso não me faz mais que um curioso.

Como disse George Bernard Shaw:

“Se você tem uma maçã e eu tenho uma maçã, e nós trocamos as maçãs, então você e eu ainda teremos uma maçã. Mas se você tem uma idéia e eu tenho uma idéia, e nós trocamos essas idéias, então cada um de nós terá duas idéias.”

Gosto dessa frase porque ela demonstra que o capital inerente ao conhecimento e à informação tem mais valor para a sociedade que o capital inerente aos bens de consumo e aos bens duráveis. A troca de informações e a colaboração gerariam mais recursos que a troca ou produção de produtos de consumo ou bens duráveis.

Penso que essa frase define o valor da internet.
A interação entre conhecimentos e saberes permitiria a possibilidade de uma distribuição mais ampliada de renda através da troca de expertises locais e globais e também aumentaria a possibilidade efetiva de ampliação do capital mundial ou PIB.

Esse fenômeno foi demonstrado na bolha da bolsa o final da década de 90 e depois no crescimento constante e “seguro” da NASDAQ na primeira década do séc. XXI.

Percebi que a crise de “credibilidade” americana da última década foi minimizada pela possibilidade de fluxo de informação global neste mundo altamente conectado  que, na verdade, atuou como uma descarga de problemas distribuindo o prejuízo por todas as bolsas de valores e empresas de resseguro do mundo, alcançando e levando essa crise à todas as economias nacionais conectadas de alguma forma com a economia Estadunidense.

Em contrapartida os Países menos atingidos pela crise, foram aqueles que, naquele momento, estavam com seu capital mais ligado à produção de bens de consumo e bens duráveis, como o Brasil por exemplo.

Economia Global

O que eu concluo da relação Internet/Economia da Informação-conhecimento versus Economia tradicional é que a credibilidade sobre o “palpável” é menos abalável que a “credibilidade sobre as ideias trocáveis”.

No entanto, esse capítulo da história nos permitiu perceber que as relações de transparência entre governos em um mundo altamente conectado são fundamentais e que a credibilidade, em um mundo assim, é mais volátil e depende de relações confiáveis e intenções mais honestas e duradouras.

Que venha o mundo novo, mais justo e mais honesto, com informações e governos mais confiáveis!
Uma proposta e uma pergunta pessoal: Vamos trocar ideias ou maçãs?

Read Full Post »

Recebi este resumo das operações do WordPress por e-mail e posto aqui na íntegra com pequenas correções e comentários pessoais.

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde deste blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau. (um comentário que nada significa, já que “Uau” pode ser coisa boa ou coisa ruim…

 

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 13,000 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 31 747 cheios. (pena que não pagaram passagem de US$ 50,00)

 

Em 2010, foram publicados 28 novos artigos, aumentando o arquivo total do seu blog para 62 posts. Fez upload de 23 imagens, ocupando um total de 2mb. Isso equivale a cerca de 2 imagens por mês. (isso é muito ou pouco? Hora de pensar no assunto)

O dia mais ativo do ano foi 23 de novembro com 231 visitas. O post mais popular do dia mais ativo foi O turista que se foda I – Belo Horizonte….

De onde vieram?

Os sites que mais me enviaram visitantes em 2010 foram vivoeduca.ning.com, twitter.com, google.com.br, search.conduit.com e orkut.com.br

Alguns visitantes vieram por sites de busca com as seguintes palavras-chave: filmes de guerra, chapeu de formatura, mash, agradecimentos tcc e maçã. (talvez eu deva investir mais nesses temas…)

Atrações de 2010

Estes foram os posts e páginas mais visitados e com comentários de 2010.

1

O turista que se foda I – Belo Horizonte… novembro, 2010
18 comentários

2

Agradecimentos no TCC, na Monografia, na Dissertação, na Tese… onde for junho, 2010
2 comentários

3

Uma Maçã para o Professor outubro, 2009
14 comentários

4

Um Guia para professores usarem o Twitter março, 2009
18 comentários

Tá na hora de obter mais participação dos visitantes… vocês precisam comentar mais pô!

Em se publicando esta retrospectiva só tenho a agradecer aos visitantes fiéis e aos infiéis, aos comentaristas e aos silenciosos, aos fãs e aos desafetos, aos fãs que se tornaram desafetos e aos desafetos que se tornaram fãs… enfim agradeço a todos vocês pela  forma que vivem comigo essa coisa que é pessoal.

Abraços e tentemos dobrar os dados neste ano que se inicia!

Rodrigo Vieira Ribeiro

Read Full Post »

Já pensou se ainda ganhássemos maçãs?

Já pensou se ainda ganhássemos maçãs?

Dia do Professor!

Quando eu era pequeno dávamos presentes para os professores, existe até a famosa maçã que o aluno (normalmente chamado de puxa-saco) trazia.

Não sei se foi a alcunha de puxa-saco, a crise econômica, a luta de classes entre aluno-professor ou a redução nos níveis de qualidade na educação mas, atualmente, é raro um aluno trazer algum presente.

Não que eu queira receber presentes ou maçãs… imagina,  se eu recebesse uma maçã de cada aluno? Sairia daqui para vendê-las na feira ou não conseguiria carregar o saco com 60 maçãs para casa, heheheh.

Se todo aluno me desse uma maçã...

Se todo aluno me desse uma maçã...

Mas meus filhos continuam levando presentes para as professoras. Acho simpático, é mais um jeito de formar laços e penso que educação é isso, aprender a formar laços sólidos de cordialidade e cumplicidade.

Veja à sua volta, quais são os professores que mais se destacam nas escolas? Aqueles que conseguem fixar uma relação bem pessoal com seus alunos, sem serem prejudicados por isso, os que realmente se importam com o aprendizado deles, os que são dedicados não ao horário ou aos prazos, mas dedicados às pessoas. Os que escutam, dialogam e acolhem.

A era do professor “dono da verdade”, “mandão” e “corporativo” já se foi faz tempo, mas ainda sobrevivem alguns dinossauros na educação que desejam que os alunos os obedeçam militarmente e que, realmente, não se importam se o aluno teve algum problema ou se ele tem alguma limitação. Querem apenas a ordem da falecida modernidade.

Os dias desse tipo de profissionais da educação estão contados! Thanks God!

Vão se aposentar e vão perturbar seus netos e filhos e, certamente, morreão solitários. É a ordem natural das coisas… opressores morrem soltários.

Eu ainda presenteio meus professores, os que eu gosto é óbvio, mando um link com um e-book, faço um post como esse, ou espero uma data melhor para dar um Livro, DVD ou CD que eu ache que tenha relação com aquela pessoa.

Aos professores rígidos e orgulhosos donos da verdade que passaram por mim, e não souberam ser educadores, desejo vida longa para dar tempo a eles de compreender que educação é um processo que envolve seres humanos, com suas particularidades e especifidades.

Assim, para os professores que sabem que eu gosto deles (alguns já falecidos) e para os que não sabem que eu gosto, eu dedico esta reflexão pessoal. Vocês foram os responsáveis pelo meu crescimento e sou muito grato por isso! As Tias do Pré, do Maternal, do Primário e do Ginásio (hoje Ensino Fundamental), do curso Técnico que fiz, da faculdade, das Especializações e do Mestrado.

Em especial minha nova orientadora do mestrado Prof.Dra. Estrella Bohadana que me acolheu e soube dar uma nova direção no que estava quase perdido.

Feliz dia do Professor!

Lamentavelmente dependemos de políticas e políticos

Lamentavelmente dependemos de políticas e políticos

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: